Contemplando os selos de Deus na Criação…


Quantos de nós já recorremos aos livros para certificarmo-nos de algum conteúdo, para aprendermos tantos outros, enfim, para mil e uma utilidades… Certamente encontraremos de tudo um pouco. Para assuntos mais complexos talvez tenhamos que recorrer a um número maior de fontes, autores, coleções, etc.
Familiarizados, deste modo, com os livros, com os mais variados meios de pesquisa que o mundo nos oferece atualmente, pode ser que queiramos encontrar nestes mesmos meios uma resposta convincente e completa para todas as nossas dúvidas, julgando esgotar o assunto.
Muito familiarizados com os livros, porém pouco familiarizados à contemplação das coisas que nos cercam e que, entretanto, podem nos conduzir a realidades mais altas, muitas vezes perdemos oportunidades preciosas de responder a nós mesmos questões que as páginas de um livro não poderão responder à saciedade.
Quem é Deus? Uma pequena pergunta, a qual exige para sua resposta nada mais, nada menos, do que todo um universo criado! Sim, um universo, pois este o que nos faz senão falar de seu Criador? Mons. João S. Clá Dias, EP, Fundador dos Arautos do Evangelho, nos dirá: “Toda a Obra da Criação leva o selo de Deus. Tal qual um relojoeiro que produzisse relógios de boa qualidade; todos os relógios sairiam com a marca dele, relojoeiro. E Deus não podia ser diferente. Ao criar todo o universo, colocou o selo d’Ele, Deus, em tudo aquilo que Ele criou. Há um selo de Deus que marca extremamente entre o Pai, o Filho e Espírito Santo.” (Homilia do Domingo da Segunda Semana do Tempo Comum — 14/1/2007).

Animados por essa convicção os arautos do Centro Juvenil foram à busca da contemplação deste “selo de Deus” na Criação indo visitar, neste feriado de Corpus Christi vários pontos históricos e turísticos em algumas regiões do Brasil, a saber: os estados de Minas Gerais…

…e do Rio de Janeiro.

Tanto aos parentes destes jovens aventureiros quanto aos que fielmente acompanham o presente blog tentaremos deixá-los inteirados das atividades destes dias de feriado. Acompanhando pelos meios de pesquisa, mas sem perder o espírito de contemplação…